Veja dados estatísticos para argumentar na redação do Enem

Material do IBGE tem informações sobre trabalho, acesso à internet e outros assuntos que podem ser usados como estratégia argumentativa

A segunda competência da Cartilha do Participante, que descreve as regras e critérios para a correção da redação do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), estabelece que o texto deve ser dissertativo-argumentativo.

Para atender às exigências de elaboração nesse gênero textual, o candidato precisa combinar dois princípios de estruturação. O primeiro é apresentar uma tese, desenvolver justificativas para comprová-la e finalizar com uma conclusão, enquanto o segundo é “utilizar estratégias argumentativas para expor o problema discutido no texto”.

Alguns recursos que podem ser utilizados para cumprir esse segundo quesito são:

  • dados estatísticos;
  • exemplos;
  • pesquisas;
  • fatos comprováveis;
  • citações ou depoimentos de pessoas especializadas no assunto;
  • pequenas narrativas ilustrativas;
  • alusões históricas; e
  • comparações entre fatos, situações, épocas ou lugares distintos.

Atenção: é importante que essas informações venham de fontes confiáveis.

Sendo assim, uma forma de chegar na prova de redação com bons argumentos é ler regularmente dados sobre temas relevantes relacionados com o Brasil e a população. Bons hábitos: Dicas para recuperar o costume da leitura.

Para ajudar os candidatos do Enem, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) produziu um arquivo com informações produzidas por sua equipe sobre trabalho, emprego, acesso à internet, estatísticas de gênero, pessoas com deficiência e cor ou raça, temas presentes na redação do exame. Ao fim de cada assunto, também é possível encontrar infográficos e links para se aprofundar.

No link, acesse o material do IBGE gratuitamente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *