Vestibular de Medicina: conheça 5 segredos de quem foi aprovado

Não é segredo nenhum que, em todo o país, a área da saúde seja uma das mais disputadas — principalmente o curso de Medicina. Só na Fuvest, uma das melhores universidades brasileiras, a relação de candidatos por vaga no vestibular de Medicina em 2016 ficou em 58,75.

E não é só a alta concorrência que assusta os estudantes que pretendem seguir essa carreira, viu? O curso também é conhecido por ser o que exige a melhor preparação dos candidatos, normalmente com uma nota de corte altíssima! Assim, qualquer errinho ou escorregada, por menor que seja, pode representar a reprovação e mais um ano inteiro de estudos e dedicação. Haja autocontrole e paz de espírito para enfrentar tudo isso da melhor maneira possível, não é mesmo?

Dentro desse contexto, ninguém melhor que quem já foi aprovado no temido vestibular de Medicina para dar sugestões e contar os segredos da aprovação, certo? Por isso, fomos atrás dessas preciosas dicas, que serão reveladas no post de hoje! Continue a leitura e saiba como ajudar seu filho nessa empreitada!

Seguir um cronograma estruturado

Não adianta: quem quer passar no vestibular de Medicina deve, obrigatoriamente, dedicar um tempo considerável de seus dias para que o objetivo seja alcançado. Mais do que isso, é imprescindível que o estudo seja bem planejado e estruturado.

É preciso pensar direitinho na quantidade de horas diárias que devem ser dedicadas ao estudo das matérias abordadas no exame. Nesse sentido, uma boa estratégia é intercalar disciplinas da área de exatas, como matemática e física, com as da área de humanas, como literatura e história, para não cansar demais o cérebro estudando o mesmo assunto durante muito tempo.

Também é importantíssimo reservar períodos semanais para a escrita de redações, a leitura de livros obrigatórios (caso essa seja uma exigência da instituição de ensino em questão) e a atualização sobre notícias do Brasil e do mundo. Em meio a tanta informação, fica mais que clara a importância de organizar metodicamente tudo isso, para que cada detalhe possa ser estudado com calma.

Priorizar matérias de maior peso

Geralmente, as matérias abordadas nas provas de vestibular possuem pesos distintos, conforme o curso escolhido pelo candidato. No caso da Medicina, biologia e química costumam ser as disciplinas que mais contam pontos a favor (ou contra) no cálculo da nota final. Por isso, os alunos aprovados no vestibular de Medicina certamente se dedicaram com muito mais afinco ao estudo dessas matérias.

Como cada ponto é extremamente valioso para a aprovação, sair-se bem nas disciplinas que contam mais pontos é uma estratégia certeira para quem deseja se tonar médico. Que tal analisar juntamente com seu filho onde realmente focar sua atenção para que ele adapte seu cronograma de estudos com isso em mente?

Praticar com provas anteriores

 

Cada instituição de ensino superior tem um estilo de prova de vestibular, algumas com mais questões abertas e outras com um determinado estilo de redação, por exemplo. E por mais que as diferenças de formato normalmente sejam bem sutis, o tipo de abordagem das provas para o mesmo conteúdo pode variar imensamente.

Justamente por isso, os alunos que conquistam sua tão sonhada vaga em Medicina tendem a refazer as provas dos vestibulares de anos anteriores, pura e simplesmente como forma de treino. Dessa maneira, conseguem criar familiaridade com o tipo de questão de cada universidade, bem como aprendem, na prática, o que os corretores esperam dos candidatos.

E para recriar a realidade com ainda mais veracidade, o ideal é fazer simulados com as provas de anos anteriores. Nesses casos, seu filho responderá às questões como se estivesse no grande dia, cronometrando o tempo permitido para a realização do vestibular, usando somente os materiais constantes no edital (caneta esferográfica azul ou preta, por exemplo) e sem fazer consultas a materiais ou anotações. Essa prática diminui significativamente a ansiedade e o estresse no dia D.




Manter a disposição e a motivação

 

Por ser extremamente concorrido e exigir uma preparação muito acima da média, quem deseja passar no vestibular de Medicina tem que se dedicar bem mais que os candidatos a outros cursos. E por mais que soe um pouco injusta, essa é uma realidade que não pode ser negada.

Em determinados momentos, o cansaço e a indisposição podem chegar, colocando em risco todo o esforço realizado até ali. Nessas horas, é necessário ter foco e disciplina para se manter motivado e com disposição para seguir em frente. A receita para não desistir é manter em mente que, apesar de estressante, esse é um desafio passageiro e que renderá excelentes frutos.

Em alguns casos, entretanto, especialmente quando se trata de pessoas mais sensíveis, a ajuda de um especialista, seja um psicólogo ou um psiquiatra, pode ser o mais aconselhado na hora de manter a calma e a concentração no objetivo.




Contar com um Ensino Médio de qualidade

 

O problema é que, mesmo com muita disciplina e força de vontade, a aprovação no vestibular em Medicina infelizmente pode não chegar. Nessas horas, é importante ressaltar que contar com uma escola de qualidade, especialmente durante o Ensino Médio, pode ser o empurrão que faltava para a conquista da tão sonhada vaga.

Estar matriculado em uma instituição que prioriza a formação do aluno e o prepara adequadamente para o vestibular, fornecendo não só o conhecimento necessário como também apoio psicopedagógico, facilita demais o ingresso do estudante nas melhores universidades do país. Por isso, buscar uma escola de qualidade para seu filho, candidato a futuro médico, pode ser a melhor maneira de ajudá-lo a conquistar seu sonho!

Pode acreditar: seguindo as dicas reveladas neste post, juntamente com o auxílio de um Ensino Médio forte e qualificado, as chances de aprovação no vestibular de Medicina aumentam consideravelmente!