Entenda a COMPETÊNCIA 5 da Redação do ENEM

Entenda a COMPETÊNCIA 5 da Redação do ENEM

Competência 5

 

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado

[AdSense-A]

Propõe que seja feita uma proposta de intervenção social para o problema abordado.
– Considerar os pontos abordados na argumentação
– Manter o vínculo direto com a tese apresentada e as ideias abordadas no texto
– Respeitar os Direitos Humanos e não romper com valores como cidadania, liberdade, solidariedade e diversidade cultural.
[AdSense-B]
NÍVEL 1200 PONTOS – Elabora muito bem a proposta de intervenção, de modo detalhado, relacionado ao tema desenvolvido no texto.
NÍVEL 2 160 PONTOS – Elabora bem a proposta e está relacionado ao tema discutido.
NÍVEL 3120 PONTOS – Elabora uma proposta mediana e está relacionado ao tema.
NÍVEL 480 PONTOS – Elabora uma proposta insuficiente e está relacionado ao tema, mas não foi discutida.
NÍVEL 540 PONTOS – Elabora uma proposta precária e vaga.

VEJA TAMBÉM:

 

  

Entenda a COMPETÊNCIA 4 da Redação do ENEM

Competência 4

 

Demonstrar conhecimento dos mecanismos lingüísticos necessários para a construção da argumentação

Segundo o INEP, nessa competência é avaliado se o participante articula as partes do texto com poucas inadequações e apresenta repertório diversificado de recursos coesivos.

 

O que é recursos coesivos?

Aliás, além de tudo, além do mais, além disso – são elementos que conferem mais credibilidade aos argumentos, reforçando-os juntamente à ideia final.
Mas, porém, todavia, contudo, entretanto, não obstante – esses elementos estabelecem oposição entre dois enunciados, ligando apenas elementos que não se opõem entre si.

[AdSense-B]
Agora que você entendeu o que são esses elementos de coesão, na produção da sua redação, você deve utilizar inúmeros recursos lingüísticos que garantam as relações de continuidade essenciais à elaboração de um texto coeso.

 

[AdSense-A]
É preciso, ainda, saber utilizar um repertório lingüístico ou vocabulário adequado ao tema e aos objetivos do texto. Isso não significa, em hipótese alguma, valer-se de maneira desenfreada, de termos e/ou expressões considerados mais rebuscados ou eruditos a fim de impressionar a banca de correção. Frases e parágrafos devem estabelecer entre si uma relação que garanta a sequência coerente do texto e a interdependência de ideiais.

 

[AdSense-B]
Cada parágrafo deve ter períodos articulados, cada ideia nova precisa estabelecer relação com as anteriores. Deve-se substituir palavras repetidas por sinônimos e sempre revise a sua redação!

 

  

Entenda a COMPETÊNCIA 3 da Redação do ENEM

Competência 3

 

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista

Nessa competência é espera de você, candidato, que apresenta informações coerentes e que o seu argumento defenda a tese de que você está tratando.
A tese é algo importante, isto é, o seu ponto de vista. É interessante apresentar uma boa argumentação, ou seja, tentar convencer o leitor da validação do que você está escrevendo.
[AdSense-A]
Seja o autor da sua própria ideia. É imprescindível, pois denota que você é capaz de construir a argumentação sem apoiar-se nos textos motivadores.
Como demonstrar um argumento convincente através da comprovação?
Existem duas formas:
[AdSense-B]

COMPROVAÇÃO (dados) X SENSO COMUM

Comprovação é uma informação comprovável por dados ou observação/experiência (senso comum). Exemplo de DADOS: “Segundo o IBGE de 2001, 59% da população brasileira que declara ter uma atividade…”.
Exemplo de SENSO: “Por ocasião da Copa do Mundo, o país inteiro exala um clima de ufanismo: as janelas ficam repletas de bandeiras…”.

5 Níveis são avaliados na COMPETÊNCIA 3 DO ENEM

 

 

Nível 0 =Apresenta informações, fatos e opiniões NÃO RELACIONADOS.

Nível 1 =Apresenta informações, fatos e opiniões POUCO RELACIONADOS.

Nível 2 =Apresenta informações, fatos e opiniões RELACIONADOS AO TEMA, MAS DESORGANIZADO.

Nível 3 =Apresenta informações, fatos e opiniões RELACIONADOS AO TEMA, MAS LIMITADOS.

Nível 4 =De forma organizada.

Nível 5 = De forma consistente e organizada.

 

  

Entenda a COMPETÊNCIA 2 da Redação do ENEM

Competência 2

 

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema

Segundo a definição do INEP, o participante desenvolve o tema por meio de argumentação consistente, a partir de um repertório sociocultural produtivo e apresenta excelente domínio do texto dissertativo-argumentativo, ou seja, em seu texto, o tema é desenvolvido de modo consistente e autoral, por meio do acesso a outras áreas do conhecimento, com progressão fluente e articulada ao projeto do texto.
[AdSense-A]
Basicamente é: MISTURAS AS DISCIPLINAS, isto é, INTERDISCIPLINARIDADE.
[AdSense-B]
Na Redação do ano de 2015 o tema foi “A violência contra a mulher”. Com base nisso, trouxemos um exemplo de uma redação que obteve nota 800 para analisarmos o que é essa tal de INTERDISCIPLINARIDADE. Segue o trecho abaixo:
“Como já descrito nos livros didáticos de História, no Ensino Médio, o papel da mulher desde a Pré-História, passando pela sociedade européia, pelo ocidente e pelo Colonialismo nas Américas, nas etapas do processo de evolução das sociedades até meados do século XX, sempre teve vários adjetivos, dentre eles o de submissa.”

O trecho destacado demonstra ao avaliador que você tem conhecimento sobre o que está escrevendo e dá confiança no contexto da sua redação.
Finalizando:

[AdSense-A]
DISCIPLINAR: Os conteúdos relevantes estão completamente estruturados n o âmbito de UMA DISCIPLINA.
INTERDISCIPLINAR: Os conteúdos relevantes estão interconectados de forma a dar sentido à questão, e sua solução é passível a partir de conhecimentos de duas ou mais disciplinas.

 

VEJA TAMBÉM:

  

Entenda a COMPETÊNCIA 1 da Redação do ENEM

Competência 1

 

Demonstrar domínio da norma da língua escrita

Recomenda-se ao participante que produza um conteúdo límpido, definido, franco e sem rodeios. O ideal é usar palavras bem diversificadas e exatas, obedecendo sempre as regras ditadas pela norma padrão do nosso idioma. O discurso dissertativo-argumentativo, por demandar formalidade, prescreve que algumas condições fundamentais sejam preenchidas. Portanto, basta ter conhecimento sobre concordância, regência, acentuação e pontuação que são assuntos que geralmente ocorrem dúvidas.

[AdSense-B]
Outro fator importante é a pontuação, que deve orientar a estruturação do texto. É só prestar atenção na função da modulação, instrumento de destaque na linguagem oral e nas pausas, que promovem o nexo textual. Ambas são incessantemente expressas, na escrita, por meio do ato de pontuar as frases.

[AdSense-B]
Alguns desvios GRAVES:
– Falta de concordância do verbo com o sujeito (sujeito antes do verbo);
– Presença de muitas gírias;
– Desvios de acentuação e pontuação
Dominar a Língua Portuguesa é mais do que conhecer as regras da norma-padrão. É também reconhecer a existência de variedades lingüísticas, que podem estar em desacordo com a norma-padrão, mas, em alguns casos, ser adequadas à situação e ao gênero, como é o caso, por exemplo, do uso da gíria em algumas histórias em quadrinhos.

[AdSense-B]

É ainda reconhecer a adequação ou inadequação da linguagem à situação, tanto na modalidade oral quanto na escrita.

[AdSense-B]

 

VEJA TAMBÉM:

  

Como finalizar a Conclusão de uma Redação? | ENEM

Conclusão 1- O que é?

A conclusão é o desfecho da sua redação. Nela, você abordará a retomada da tese, isto é, a ideia central abordada na Introdução e complementada no Desenvolvimento e também disponibilizará a proposta de solução diante de questões levantadas na argumentação da sua redação.

Avalie a problemática da tese, analisando os caminhos que sua redação percorreu e trace propostas de intervenção/solução.

Conclusão 2 – Proposta de Intervenção

Crie uma proposta de intervenção objetiva e lúcida que tenha o objetivo de amenizar o problema-tema. Atente-se para não desrespeitar os Direitos Humanos.
Cuidado para a conclusão não ficar maior que o Desenvolvimento, e ainda, atente-se para não expor propostas utópicas e vazias de possibilidades.

Conclusão 3 – Desfecho

Não conclua sua redação, jamais, com as seguintes terminologias: Concluindo, em resumo, nada mais havendo, Finalizando, Por conta disso etc.
Termine-a sim, com conclusões consistentes. Por exemplo: Diante do exposto, Destarte etc.

 

VEJA TAMBÉM: