Modelo de Redação ENEM – OBESIDADE

Faltando poucos dias para o primeiro dia de provas do Exame Nacional do Ensino Médio – ENEM (3 de Novembro), é comum pesquisarmos por diversos Modelos de Redação para nos basearmos em problemas/argumentos que podemos utilizar.

Pensando nisso, o VESTMAPAMENTAL separou pra você, esse Modelo de Redação sobre o tema: OBESIDADE. Além disso, caso você queira ver mais outros 2 modelos desse mesmo tema, basta clicar no botão “CLIQUE AQUI PARA BAIXAR” e pronto.

MODELO DE REDAÇÃO

“Que seu remédio seja seu alimento, e que seu alimento seja seu remédio”. No pensamento de Hipócrates, médico e filósofo grego, a saúde é algo que está diretamente ligada à alimentação saudável. Entretanto, no Brasil contemporâneo, tal conjuntura é diferente, uma vez que grande parte da sociedade não segue a linha de pensamento do filósofo, e está acima do peso. Em virtude disso, surgem efeitos negativos, decorrentes, sobretudo, da má educação alimentar, advinda desde a infância, e do distanciamento dos cuidados com a saúde. Urge, portanto, uma maior atuação governamental e social, tendo em vista o combate à obesidade e aos problemas que esta traz consigo.

Convém ressaltar, a princípio, que os péssimos hábitos alimentares, provenientes desde a infância, colaboram para as sequelas que a obesidade traz consigo. Sob esse viés, a nutricionista Danielle Fava, especialista em saúde da família, destaca que uma das maiores causas da obesidade, no futuro, está relacionada aos terríveis costumes alimentares, desinentes desde a infância. Nesse contexto, muitas crianças são precocemente acostumadas a comerem os famosos “fast foods”, substituindo uma alimentação saudável pelos petiscos do “Mc Donalds” e “Burguer King”, a título de exemplo. Em efeito disso, futuramente, haverá a obtenção de diversas doenças adquiridas mediante a obesidade, como a hipertensão e a diabetes. Diante disso, é necessário medidas para prevenir tal calamidade.

Além disso, o descuido com a saúde, seja por meio do distanciamento de exercícios físicos, seja por meio da má alimentação, estimula a obesidade. Com o advento da consolidação do capitalismo no século XVIII e da ampliação das jornadas de trabalho, o indivíduo vem se distanciando dos cuidados com o corpo, visto que a modernidade alterou os padrões de vida do ser humano, criando uma relação entre este e a produção do capital, de tal maneira que ele ficou dependente e sem tempo para se cuidar. À vista disso, tal fato tem contribuído negativamente para o crescente índice de cidadãos obesos, comprometendo, dessa maneira, a saúde e as relações interpessoais destes, como as de trabalho e as de lazer. Assim, é imprescindível prevenir essa problemática, tendo em vista uma nação mais saudável.

Dessarte, para que a obesidade e suas sequelas sejam enfrentadas, é necessária uma intervenção imediata. Posto isso, o Ministério da Educação, em consonância com as ONGs, deve promover palestras e campanhas socioeducativas que instiguem as crianças e as famílias a adotarem uma boa educação alimentar, por intermédio das escolas, com o propósito de prevenir uma futura obesidade e as suas consequências. Ademais, cabe ao Ministério da Saúde, em parceria com o Ministério do Esporte, assegurar o acesso facilitado às atividades físicas, por meio dos centros esportivos, com o fito de estimular os indivíduos a buscarem-nas. Dessa maneira, a obesidade será prevenida e os indivíduos viverão mais saudáveis.

PARA BAIXAR MAIS REDAÇÕES COM ESSE TEMA, CLIQUE ABAIXO