Pré-Socráticos

De acordo com a tradição histórica, a fase inaugural da filosofia grega é conhecida como período pré-socrático (isto é, anterior a Sócrates). Assim, esse período abrange o conjunto das reflexões filosóficas desenvolvidas desde Tales de Mileto, no século VII a.C., até o surgimento de Sócrates, no século V a.C.

É difícil conhecer o pensamento desse período em toda a sua dimensão, pois são poucos os escritos encontrados dos seus pensadores, e até mesmo as datas de nascimento e morte são incertas.

Cabe ressaltar, também, que alguns filósofos chamados de “pré-socráticos” foram contemporâneos de Sócrates, mas são assim designados porque mantiveram o tipo de investigação de seus predecessores, centrado na natureza.  Sócrates, por sua vez, inaugurou outro tipo de reflexão, centrada no ser humano, dando início a outra tradição filosófica.

Os pré-socráticos estudavam:

COSMOLOGIA

Astronomia que estuda a origem, estrutura e evolução do Universo a partir da aplicação de métodos científicos.

PHYSIS

É a matéria que é fundamento eterno de todas as coisas e confere unidade e permanência ao Universo, o qual, na sua aparência é múltiplo, mutável e transitório.

ARCHÉ

É um princípio que deveria estar presente em todos os momentos da existência de todas as coisas, no início, no desenvolvimento e no fim de tudo. Princípio pelo qual tudo vem a ser/existir.