Competência 2

Competência 2 – Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo em prosa;

A segunda competência avaliada no Enem exige do candidato a compreensão da proposta de redação e a aplicação do seu conhecimento em várias áreas, com intuito de desenvolver o tema dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

O que o estudante precisa fazer para alcançar a nota máxima nesse quesito é elaborar um texto que apresente claramente a tese a ser defendida, assim como os argumentos que justifiquem a posição assumida por você em relação à temática levantada pela proposta de redação.

É nesse momento que a leitura torna-se um grande diferencial para o aluno, constituindo uma bagagem rica de aprendizado que aluno trás de sua trajetória escolar. Por isso, é fundamental que você dedique um tempo à leitura durante sua rotina ao estudar para o ENEM.

Nível de desempenho 1

O participante desenvolve muito bem o tema proposto, explorando os principais aspectos. A argumentação é consistente e revela excelente domínio do tipo textual dissertativo-argumentativo. Essas características mostram que o texto está estruturado de maneira a deixar claro o ponto de vista do autor, disposto em apresentação da tese, argumentos e conclusão. É importante, também, que os argumentos não fiquem restritos à reprodução das ideias contidas na coletânea ou nas questões de senso comum.

Pontuação do nível: 200 pontos.

Nível de desempenho 2

O candidato desenvolve bem o tema proposto, mas acaba por não explorar os seus principais aspectos. A argumentação desenvolvida é consistente e o participante apresenta bom domínio do tipo textual, mas não apresenta argumentos bem desenvolvidos. Esses argumentos, apesar de mal desenvolvidos, não ficam restritos à reprodução das ideias contidas na coletânea e nem no senso comum.

Pontuação do nível: 160 pontos.

Nível de desempenho 3

O tema proposto é desenvolvido de maneira adequada, mas apresenta abordagem superficial, que discute outras questões relacionadas. A argumentação é previsível e o candidato apresenta o domínio adequado do tipo textual. No entanto, a tese não é apresentada de maneira explícita e a redação detém-se mais no caráter dissertativo do que no aspecto argumentativo. O desenvolvimento do tema reproduz ideias do senso comum.

Pontuação do nível: 120 pontos.

Nível de desempenho 4

O candidato desenvolve o tema de forma mediana, apresentando, inclusive, tendência ao tangenciamento, com uma argumentação previsível, que surge a partir do senso comum ou de cópias dos textos oferecidos na coletânea. Apresenta domínio precário do tipo textual, com argumentação falha ou texto apenas dissertativo.

Pontuação do nível: 80 pontos.

Nível de desempenho 5

O estudante desenvolve o tema de maneira tangencial, detendo-se em temas vinculados ao mesmo assunto, o que revela má interpretação do tema proposto. O texto apresenta inadequação ao tipo textual, com repetição de ideias e ausência de argumentação. Pode acontecer, ainda, a elaboração de um texto de base narrativa, com pequenos resquícios dissertativos.

Pontuação do nível: 40 pontos.

Nível de desempenho 6

O texto desenvolvido pelo candidato não contempla a proposta de redação. O tema desenvolvido é outro ou a estrutura textual não é dissertativa-argumentativa.

Pontuação do nível: 0 pontos.